Ir para conteúdo

10 dicas para sair do sedentarismo!

Na maioria dos casos, o sedentarismo não passa de desculpas e maus hábitos construídos.

1- Não tenha desculpas para tudo

algumas vezes, as pessoas são sedentárias por algum motivo que, no final das contas, não é uma desculpa. No geral, as pessoas potencializam acontecimentos e buscam “muletas” para se apoiar e não treinar.

Para que você vença o sedentarismo, você precisa, antes de tudo, entender que seu corpo tentará te sabotar. Afinal, a atividade física representa uma quebra da homeostase, do estado de equilíbrio.

2- Você precisa planejar

Tenha muito claro o que você procura. Mas seja realista. É muito comum vermos aquela pessoa que entra na academia e na primeira semana, não falta um dia sequer. Faz até mais de um treino, usando outras modalidades ofertadas pela academia, como danças e outras modalidades de treino. Porém, 1 mês depois, essa pessoa desiste.

O segredo de ser saudável, ativo, é ser constante, ter objetivos e seguir em busca deles. Por isso, ao começar a treinar, você precisa de planejamento.

3- treinos resistidos

Não importa se será treinamento funcional, musculação, Cross fit ou qualquer outra modalidade. Seu corpo precisa de um bom treino de força. Para isso, é fundamental que haja, em sua rotina, exercícios de força.

Eles irão desenvolver uma resistência específica, fundamental para a melhora da funcionalidade. Além disso, eles ainda irão aumentar sua massa muscular e trazer um aumento considerável no metabolismo.

Sem contar o fato de que os exercícios resistidos ainda trazem uma maior segurança para a prática de outros exercícios, evitando lesões. Isso, devido a maior estabilização muscular e articular. Portanto, mesmo que você queira correr, andar de bike, nadar ou outra atividade aeróbica, é fundamental ter também, um treino resistido.

4-  Não falte a nenhum treino

Exercícios físico é hábito. Portanto, para vencer o sedentarismo, precisamos antes de tudo, criar um hábito. Neste ponto, os 3 primeiros meses são fundamentais. Se você conseguir, por 3 meses, treinar pelo menos 4 vezes por semana, sem faltas, o hábito estará muito mais formado.

Por isso, os 3 primeiros meses na busca por uma vida mais ativa, são fundamentais. A menos que haja uma razão muito grande, evite faltar nos treinos, neste período. Depois disso, será mais fácil manter o hábito de treinar e se manter mais ativo.

5- O básico primeiro básico

Parece até redundante, mas não é. Não é difícil encontrarmos pessoas que estão começando a treinar e querem, de uma hora para a outra, o desempenho de um avançado.

Comece com calma. Preocupe-se com a base, o básico. Treine dentro das vias energéticas que você necessita, se preocupando sempre com a correta realização dos movimentos. Isso fará com que você tenha um processo mais durável, efetivo e seguro.

Mas o que é o básico? Nos exercícios aeróbicos, é a criação de uma condição mínima de condicionamento. Na musculação ou em outros exercícios resistidos, temos a questão do condicionamento, somada a execução dos movimentos.

6-  Nao adianta treinar sem comer direito

Esta não é bem uma dica de como sair do sedentarismo, mas sim, uma dica complementar. De nada vai adiantar você sair do sedentarismo, se não fizer uma reeducação alimentar. Você não precisa ser radical, sair cortando tudo. Neste primeiro momento, o que você precisa é de equilíbrio.

Não faça dietas malucas, altamente restritivas, pois elas irão, mais cedo ou mais tarde, acabar sabotando inclusive seu treino.

Mas comer bem, direito e com qualidade, é fundamental para sair do sedentarismo. A vantagem é que, treinando, a tendência é ser mais fácil controlar a dieta. Afinal, você não vai ficar “sofrendo” no treino, para depois, jogar tudo fora com a dieta, não é?

7- Faça o que gosta, mas não esqueça do essencial

Para sair do sedentarismo, fazer o que gosta é fundamental. Porém, não devemos esquecer do que é essencial. Como citei acima, os exercícios resistidos são fundamentais, independentemente do que você estiver praticando. Flexibilidade e coordenação motora, também são qualidades físicas fundamentais e que, independentemente do que você estiver fazendo, precisam ser melhoradas.

Um dos grandes erros das pessoas que saem do sedentarismo e começam a treinar, é buscar apenas o que gostam, não o que é importante. Isso faz com que o treino não traga os resultados esperados, o desanimo tome conta e você pare de treinar…

Ou seja, fazer apenas o que gosta não é nem um pouco inteligente.

8- pense em seus resultados a longo prazo

Nada melhor para manter a motivação e o foco, do que o exercício de imaginação. Imagine-se daqui há um ano, pensando em como você acertou em começar a treinar agora.

Imagine os benefícios que você terá, para seu corpo e sua mente. Imagine sua saúde melhor e seu corpo refletindo seu estilo de vida.

Isso fará você ter mais forças para continuar quando se sentir sem vontade ou com preguiça. Este simples exercício, impactará fortemente seu hábito e se praticado com constância, será uma das bases para que você tenha um treino constante e com excelentes resultados.

9- nunca treine mais ou menos

Há diversas formas de ter um bom treino, mesmo com menos tempo. Você com certeza, consegue 30 minutos por dia para treinar, não é? Com uma boa montagem e uma estrutura correta, é possível ter um treino altamente eficiente, mesmo com 30 minutos de prática.

Tempo não pode ser uma desculpa. Por menos que você faça, já é muito mais do que não fazer nada. Se o seu tempo é escasso, invista em uma montagem adequada de treino, priorize o que é de fato importante, mas treine. Caso contrário, você sempre achará desculpas para não treinar e será sempre, inativo e sedentário.

10- Treine!

Você precisa começar, precisa perseverar, se busca ter mais saúde, qualidade de vida e precisa de ação. Treinar, pelo menos 4 a 5 vezes por semana. Mesmo que tenha preguiça, mesmo que a rotina aperte.

Se você não tomar esta decisão e focar nela, jamais terá sucesso. Jamais sentirá os reais benefícios do treinamento.

 

 

 

 

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: